sábado, 29 de maio de 2010

A utilidade do sal para os animais domésticos


Infestação de pulgas
      Caso a sua casa tenha sofrido uma infestação de pulgas, polvilhe sal nos carpetes e nos tapetes para matar os ovos de pulgas  que possam existir ali. Deixe-o por algumas horas e depois passe o aspirador. Repita a operação uma vez por semana, durante seis semanas.
Ao colocar sal no saco do aspirador,  os ovos que foram aspirados também morrerão.
Biscoitos para cachorros que acabam com as pulgas
      Esses biscoitos permanecem frescos por algumas semanas e ajudam no controle das pulgas.
      Em uma tijela grande, misture 3 colheres de sopa de óleo vegetal com  1 colher de sopa de alho em pó. Em outra tijela, misture 2 xícaras de farinha de trigo, 1/2 xícara de germe de trigo, 1/2 xícara de levedura, e uma colher de chá de sal. Adicione aos poucos o óleo e o alho aos ingredientes secos e acrescente 1 xícara de caldo de galinha quando a mistura ficar seca demais.
      Misture bem os ingredientes até obter uma consistência pastosa. Enrole a massa sobre uma superfície polvilhadacom farinha até a largura de 2,5 cm. Cortar a massa em quadrados ou utilize um cortador de biscoitas para dar forma aos biscoitos.Colocar a massa dentro de uma assadeira untada, e asse a uma temperatura de 175°C durante  20 a 25 minutos ou até que as bordas dourem. Deixe os biscoitos esfriando durante duas horas e depois coloque-os em saco plástico, em local onde os cachorros não alcancem.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Como prestar primeiros socorros a um cão



      Uma vez fui conter dois cachorros que estavam brigando e quase que fiquei sem o meu dedo indicador direito. Na verdade, agi por impulsividade sem saber direito o que fazer. Acredito que muita gente passa por isso, ver um animal machucado por briga ou por atropelamento e não saber como agir.
      Numa dessas minhas buscas pela internet achei uma série de artigos que ensina como   prestar os primeiros socorros aos cães. De início ele explica como conter o animal num momento em que pode estar com muita dor ou assustado e tudo acompanhado por desenhos de todas as etapas. Ao todo são 27 ítens que vai desde como acalmar o animal, transportar o cão machucado, dar remédio via oral, tratar de um cão que está sangrando, com uma perna quebrada ou engasgado, entre outros assuntos.



domingo, 16 de maio de 2010

Kit primeiros socorros para animais



      Assim como devemos ter uma caixa de primeiros socorros para a nossa família, também devemos ter uma para os primeiros socorros dos nosso amigos animais.
      A lista que apresento foi elaborada pela médica veterinária Patrícia C. de Checchi.

*Tesoura: Para cortar a faixa, gaze e para cortar os pêlos em volta da ferida.

*Loção antisséptica: para tratamento de feridas, abrasões, pequenas queimaduras, e as chamadas feridas em hot spots.

*Gaze: para limpeza, tampar e forrar ferimentos.

*Toalhinhas de álcool: use para limpar a tesoura, pinça e mãos. (Não use nas feridas)

*Vetrap: é uma bandagem flexiva usada para cobrir ou estabilizar ferimentos. Adere em si mesma, não necessitando de pregador ou fita adesiva. (Cuidado: Não cobrir com força para não prender a circulação)

*Povidine: Concede uma ação antisséptica na prevenção de infecção em queimaduras, lacerações e abrasões.

*Lente de aumento: usada para localizar objetos entre os dedos nas patas do seu animalzinho. Isso também pode ser usado para ver pulgas, carrapatos e insetos que picam.

*Luvas: para proteger as mãos e prevenir contaminação.

*Epiotic: leia e siga as instruções individuais contidas no rótulo do produto.

*Fralda de emergência: ela ajuda a proteger o carro quando o animal vomita ou tem sangramento.

*Faixa de gaze: para cobrir e proteger áreas feridas. Pode ser usada também para confecção de focinheira temporariamente. (até o animal mais bonzinho pode morder se estiver doente ou ferido)

*Pinça: para remover gentilmente objetos da pele e patas.

Fonte: Renad
Imagem: Galeria de HarshLight

sexta-feira, 14 de maio de 2010

A crueldade contida em um ovo de granja


      A avicultura industrial obriga as galinhas a passarem uma vida curta e miserável em gaiolas minúsculas, empilhadas como caixas até o teto em galpões fúnebres. Presas em companhia de outras galinhas, são imprensadas umas contra as outras não podendo sequer esticar as asas. No Brasil a cada galinha é dado de espaço o equivalente a uma folha A4. Elas tratadas como unidade de produção e não como criaturas vivas que sofrem, sentem dor e medo.
     Essas condições terríveis causam imenso sofrimento físico e psicológico, o que impede as galinhas de manifestar qualquer comportamento natural, como ciscar, abrir as asas, pousar, rolar na poeira.
     Osteosporose e ossos fraturados são comuns por causa da alta produção de ovos. Os pés se prendem no chão de arame e podem se deformar à medida que as unhas crescem. Pernas e pés danificados pioram as chances do animal fazer exercícios e até o de alcançar água e comida.
     Por causa de todo esse sofrimento, pela proximidade umas das outras, as galinhas começam a se bicar. Para evitar que isso aconteça os seus bicos são removidos com uma chapa quente sem anestesia. Quando acaba a vida útil delas, são jogadas umas em cima das outras em latões para morrerem sufocadas ou são levadas, já muito frageis, a um matadouro.
     A pergunta é: Você tinha ideia de todo esse sofrimento quando pega um ovo de granja prá se alimentar?

Fonte: Ovocausto


domingo, 9 de maio de 2010

Resgatei um animal e o que faço agora?

      A vida de um animal deve ser preservada sempre. O animal sente o abandono, os maus-tratos, fome, sede e frio. Coloque-se no lugar dele.
      Se você resgatar nas ruas um animal abandonado, o primeiro passo é ver como está a saúde dele, por isso é fundamental levá-lo a um veterinário.
      Os abrigos e ONGs de proteção aos animais estão lotados, você pode abrigá-lo temporariamente ou ver se existe a possibilidade de algum vizinho hospedá-lo. Se você tiver condições financeiras e morar numa cidade de grande porte, existem hotéis para animais onde eles poderão ficar até a adoção.
      Onde anunciar que tenho um animal para adoção?

terça-feira, 4 de maio de 2010

Projeto Paula "Adoradores de Vira-latas"

      Quem quiser ajudar a salvar um animal e não sabe como fazer, entre na página do orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=12629636385954901395ou procure por Paula "Adoradores de Vira-latas" para ajudar, seja com doações em dinheiro, ração, material de construção para o canil, mão-de-obra, ou adotando os animais. Caso não tenha espaço para um animal em sua casa, você pode apadrinhar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...