domingo, 10 de outubro de 2010

Por que sou vegetariana?

À vocês, meus queridos alunos e amigos, que me perguntam sempre por que sou vegetariana.

Quando manifestamos realmente o “ato de amar” em nosso interior, que deve acontecer de forma natural conforme nossa evolução espiritual, já não conseguimos mais ingerir alimentos provindos da matança dos animais.
Tornamo-nos naturalmente incapazes de ferir qualquer ser , por amor.
Quando sentimos que ingerir carne torna-se um ato cruel, então mudaremos automaticamente nossos hábitos alimentares.
Ao respeitarmos nossa própria vida, passamos a respeitar a vida dos demais seres.
Parece bobagem, mas você já viu o quanto a galinha é amorosa com sua prole, debaixo das asas, ou melhor, era amorosa quando era criada a solta, no quintal?
Velhos tempos estes…
Agora, só vemos a galinha morta ou assada na mesa, e comemos com satisfação.
Não dá para não pensar nesta situação.
Quando passamos a pensar assim, já mudamos totalmente. Evoluímos do amor à nossa família para o amor à todas as famílias da face da Terra. É um amor muito maior.
A perda de respeito pela vida resulta em lutas e homicídios e, em escala maior, pode provocar até as guerras.
Podemos viver saudavelmente sem o consumo das proteínas de origem animal. Já está provado cientificamente que o homem não precisa da proteína animal para sobreviver e sim dos aminoácidos, que compõe as proteínas. Estes aminoácidos são encontrados nos grãos como soja, ervilha, lentilha, etc.
A tristeza do animal e as toxinas causadas no momento de sua morte, vão para o sangue e tornam-se tóxicas ao homem, causando doenças como câncer.
Para rompermos com velhos hábitos que vem desde muitas gerações, heranças de pais para filhos, precisamos quebrar paradigmas, ser corajosos.
Devemos vencer a nós mesmos de uma forma natural, voltar os desejos os gostos e as tendências para a mente natural, que ama a natureza e tudo o que ela possui.
Então vamos escutar este “ser sábio” que habita em nosso interior aplaudindo nossas decisões, e a natureza agradece.

Fonte: Bemtefiz
Imagem:Ovocausto

12 comentários:

Mary Miranda disse...

Olá, Regina!

Matéria maravilhosa, querida, que bom que você tem essa postura!
Um dia ainda virarei vegetariana porque, realmente, para quem ama os animais como eu, fica parecendo hipocrisia que eu cuide dos gatinhos, coelhinhos e cachorrinhos, e come frango assado no jantar!
Mas para não ser mais hipócrita, minha amiga, ainda, infelizmente, adoro um bom churrasco, ainda adoro carne para acompanhar meus almoços...
Eu tento remediar essa minha fraqueza, evitando, ao máximo, comer carne ou algo proveniente de animais muitas vezes na semana. ( Por exemplo: se comi carne ontem, não como hoje e amanhã).
Um dia conseguirei me livrar desse vício horroroso e terei o prazer de te comunicar!
Lindo post, minha amiga!
Um abração fraternal da Mary pra ti:)

Regina Bolico disse...

Querida Mary!
Enquanto te escrevo ouço uma linda e inspiradora música de meditação reiki e penso que eu comecei exatamente assim, primeiro deixei a carne de porco, depois as carnes vermelhas, depois as brancas e, por fim deixei todos os produtos de origem animal. Foi um longo processo de aprendizagem... Tudo tem o seu momento...Você fazendo assim como faz, conseguirá, com certeza, no momento certo. Isso faz um bem danado prá alma, prá mente, para o coração...
Um grande abraço!

Leôncio disse...

Boa noite,
Muito bom o seu blog, é muito importante protegermos os animais, eles tambem são seres vivos!
Ja estou seguindo o seu blog.

Abraços

Sissym disse...

Adorei seu texto, eu como cada vez menos carnes, um dia conseguirei me abster totalmente. Especialmente quando leio sobre formas crueis de matança, eu me arrependo muito de comer carnes.

Regina Bolico disse...

Olá Leôncio!
Muito obrigada pelas palavras de apoio. É realmente muito importante protegermos todos os animais!
Um abraço!

Regina Bolico disse...

Sissym!
Foi exatamente por essa razão que parei de comer carne. Imaginando o terror que os animais passavam na hora do abate. Penso que se nós, humanos, lutamos tanto pela vida, por que eles não tem esse direito?
Um abraço!

Candida disse...

Muito bom Regina, é isso..minha consciência não me permite fazer muitas coisas e me alimentar de carne é uma delas e isso desde que nasci, mas sofri bastante antes, pois ninguém na minha família é vegetariano. Um grande abraço

Isabel Oliveira disse...

Gostei do seu artigo e subscrevo integralmente. Eu sou vegetariana há 12 anos e a prova de que não precisamos de carne para viver são os vegetarianos que vivem com mais saude e vivem em media mais 20 /25 anos que os que comem carne. Mas a razão principal porque deixei de comer carne foi pela paixão que tenho aos animais. Por isso mesmo me tornei activista dos direitos dos animais em Portugal e faço aqui um apelo a todos que amam os animais para assinar e divulgar as seguintes petições que decorrem neste momento em Portugal.

Petição pela abolição das touradas e de todos os espectáculos com touros http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=010BASTA

Petição Alteração do estatuto jurídico dos animais no Código Civil http://peticaopublica.com/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N2409

Petição contra a utilização de animais em experimentação científica‏‏ http://www.petitiononline.com/pob2010/petition.html

Temos que dizer basta à tortura e às barbaridades contra os animais. Eles tem direitos e lutarei sempre, até que consiga ver um dia, um mundo em que as pessoas consigam respeitá-los.

Isabel Oliveira

Regina Bolico disse...

Cândida!
As pessoas que não comem carne são vistas com muita estranheza mesmo. Imagine então como é aqui no RS onde o prato principal é churrasco. Mas ficar com a consciência limpa não tem preço.
Um abraço!

Regina Bolico disse...

Isabel!
Parei de comer carne pelos mesmos motivos que fez você parar.
Parabéns pelo seu ativismo em favor dos animais.
Vou assinar e divulgar as petições.
Um abraço!

Mahone disse...

É, a maioria das pessoas prefere não ver, não escutar, não saber, pois assim é mais fácil ignorar os fatos e continuar sacaneando essas criaturas tão indefesas. Legal que vc divulgue essas informações.

-*Vera Luz*- disse...

Olá Regina!

Com certeza não precisamos de carne, a não ser pelo desejo que impulsiona ainda o inconsciente, tenho uma sobrinha que decidiu sozinha desde 4 ou 5 anos e não come definitivamente, nada que esteja ligado a carne e seus derivados, a única coisa que ela come mais voltado a origem animal é queijo, e ainda é pouco. Então é possível perceber que não precisamos realmente destes hábitos e continuar mantendo estas impiedosas práticas, são terríveis, e quando paramos pensar, é só mesmo nos ligando ao divino e ao universo em si para nos voltar ao bem novamente e compreender que tudo tem seu tempo aqui neste grande aprendizado da forma humana!

Um abraço,
"Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma" -*Vera Luz*-

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...