sexta-feira, 23 de julho de 2010

Amor incondicional

Adoro contar histórias de amor, elas me fazem chorar. Repasso aqui a história presenciada pela Adhri H., que recebi por email. 


" No dia 10/07, fui a um asilo levar algumas doações. Como sempre, vem ao meu encontro algum caso de animal. Este caso me chamou muito a atenção, fiquei perturbada devido ao tamanho do amor que vi. Um homem sem uma perna, em uma cadeira de rodas, me perguntou se eu teria algum casaco para dar a ele (nesse dia estava muito frio). Quando olhei para ele o meu olhar foi atraído para duas cadelas, uma em seu colo e a outra ao lado. Entreguei a ele vários casacos e algumas camisetas, ele estava muito sujo e sem agasalho. Comecei a conversar com Miguel, saber um pouco mais da sua história, do motivo de morar nas ruas.Ele me contou que perdeu uma perna aos treze anos, um trem a decepou e ele veio para a capital em busca de trabalho. Mas não achou nada por aqui e perdeu contato com a sua família e os anos foram se passando...Hoje ele tem 57 anos e dois grandes amores, as suas cadelas, ele se refere a elas como a "sua família". Ele poderia ir para um asilo? Um albergue para passar as noites? Sim, poderia, mas ele não abre mão das suas amigas. Ele disse, um lugar que não aceita elas também não me aceita. Então prefere passar frio, ficar na chuva, abrir mão de uma cama por amor a suas amigas.Elas não se separam dele, uma tem 12 anos e a outra 8. Ele simplesmente as ama incondicionalmente. Acredito que morreria sem as cadelas e elas também sem o seu dono.Elas estão bem cuidadas, mas tem aquele olhar de quem vive na rua, feito o seu dono, um ar de desesperança. Outro fato que me chamou a atenção, perguntei se elas eram castradas, ele me falou com orgulho, sou consciente e me mostrou o corte cirúrgico, coisa que muita gente que mora em casa nem se preocupa. Ele que mora na rua ficou preocupado com isso. Mais uma vez ele me surpreendeu. Fui ver onde ele mora, é em uma esquina, na avenida Jabaquara com a rua Paracatu, debaixo de uma marquise, tendo como vizinho muito lixo
Será que alguém poderia ajudá-lo?".
.

2 comentários:

retrieverlouisette disse...

Bello historia de amor.
Beijos del Belgica

Louisette passionate golden retriever, gatos chartreux.
http://blog.seniorennet.be/louisette/
http://retrieverhond.eigenstart.nl/

Regina Bolico disse...

Louisette!
Obrigada pelo teu comentário. Realmente, é uma linda história de amor que ultrapassa a extrema pobreza desse senhor.
Um abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...