quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Receitas caseiras para tratar seu cachorro

Ajude o seu bichinho com receitas naturais

1 – Pulgas: chá de arruda
Para repelir pulgas do seu cachorro, pingar uma gota de chá de arruda na pele do mesmo. Sarna : melão amargo (ou melão-de-são-caetano) É necessário fazer o tratamento por três semanas. Dê um banho normal no cachorro semanalmente, secando com toalha e secador. Posteriormente, aplique o suco puro do melão. Deixe agir por 10 minutos (atenção!: o cachorro não pode lamber, é tóxico!), enxágue bem e seque.

2. Aumente a imunidade do seu cachorro: aveia
Se ele estiver adoentado, misture na ração entre 1 e 2 col. (café, chá, sobremesa ou sopa, conforme o tamanho do cachorro). Mas atenção, a aveia poderá ocasionar diarréia no cão! Nesse caso, use o chá das folhas.

3. Acabe com cólicas e desintoxique seu cachorro: água de arroz e chá de erva-doce
A água de arroz ajuda a desintoxicar e o chá alivia cólicas. Lave arroz cru (use de cada vez um copo de água para cada ½ xícara de arroz comum) e separe a terceira passagem da água. Coloque numa seringa sem agulha e dê um pouquinho do líquido várias vezes ao dia. Intercale o remedinho com chá de erva-doce, que alivia as cólicas.

4. Para acalmar cachorros que ficam sozinhos: folhas de maracujá (passiflora)
Numa panela sem tampa, ferva por 10 minutos de 3 a 5 g de folhas de maracujá em 250 ml de água. Quando esfriar, misture esse chá na água que o animal bebe.

5. Espantar parasitas, como pulgas e carrapatos: arruda
Prepare uma infusão com 20g de folhas de arruda em 1 litro de água quente (sem ferver) e use como a última água de enxágue. Deixe secar naturalmente. Galhos da erva-de-santa-maria sob a cama deles agem como repelente.

6. Cicatrização mais rápida para pequenos machucados: couve
Coloque uma folha de couve macerada sobre o ferimento. Mas, se ele insistir em comer o curativo, use o plano B: deixe a couve pra lá e misture 1 parte de tintura de calêndula em 2 partes de água fervida e filtrada e passe no machucado de três a quatro vezes ao dia.

7. Aliviar sintomas de gripes, resfriados e tosses: guaco
O veterinário já deu o diagnóstico? Então prepare o xarope: ferva 6 folhas picadas de guaco em ½ litro de água, coe, misture o suco de 1 limão e adoce com 3 col. (sopa) de mel puro. Dê 1 col. (de chá, sobremesa ou sopa, conforme o tamanho do bicho), de três a quatro vezes ao dia.

8. Leite caseiro para filhotes
*200 ml de leite integral
*1 gema de ovo
*1 col. de chá de óleo vegetal (soja, milho, canola ou girassol)
*1 pitada de sal
*1 col. de chá de mel
*10 gotas de vitamina B12 (encontrada em farmácias)
*1 col. de sopa de água filtrada

Misture os ingredientes, aqueça na temperatura de 37ºC, ofereça aos bebês na mamadeira e guarde o restante na geladeira.

9. Frontline caseiro
Ingredientes:

* 1 litro de álcool – compre álcool de cereais – é melhor do que o de supermercado
* 30 pedras de cânfora ou 60g.
* 1 pacotinho de cravo da índia
* 1 copo de vinagre branco.

Modo de fazer:
Misture tudo e deixe em infusão até dissolver a cânfora.
Misture todos os ingredientes, coloque num borrifador de plantinhas.
Use bastante nos pêlos dos peludos (cães e gatos), na casa depois de varrer, nas casinhas deles… até em você pois o efeito repelente serve contra mosquitos em humanos também.
Depois é só dar o banho, secar e colocar mais a solução pra garantir.

Para afastar as pulgas é ótimo plantar a erva de santa maria, que aqui no Rio Grande do Sul é conhecida como menstruz, mastruz ou matruz.

Fonte: Portal da Cinofilia, Portal Amais

sábado, 12 de junho de 2010

Bola de pelos


      Como fazem uma meticulosa higiene diária, os gatos desenvolvem uma bola de pelos no estômago. Isso acontece porque a língua de um gato parece uma lixa ao toque, porque possui muitos pequenos filamentos. Esses filamentos prendem o pelo lambido, que depois é engolido pelo gato. Se o pelo do gato se acumular no estômago sem passar para o trato intestinal, o gato irá vomitar, o que é um recurso natural para se livrar dos pelos.
      A perda excessiva de pelos também predispõe o gato à bola de pelos. Gatos que vivem dentro de casa, mais expostos à luz artificial, perdem mais pelos dos que vivem fora e dentro de casa. A muda de pelos também pode se intensificar por deficiência nutricional, anormalidade hormonal ou doença crônica. Gatos nervosos ou submetidos a estresse intenso se lambem demais aumentando a ingestão de pelos.
      A maioria dos gatos elimina as bolas de pelos naturalmente. Vômitos esporádicos são o sinal mais comum de presença de bolas maiores no estômago do gato.
      Para minimizar as bolas de pelos, a escovação diária no gato ajuda bastante. Também pode-se administrar semanalmente um produto laxativo de bola de pelos que ajuda a passagem dos pelos lambidos e a aglomerados através do sistema digestivo do gato.
      Se o material vomitado contém sangue e cheiro ruim, entre em contato imediatamente com o veterinário.

Fonte: Por Sheldon Rubin - traduzido por HowStuffWorks Brasil,  Resumão - Como cuidar bem do seu gato

sábado, 29 de maio de 2010

A utilidade do sal para os animais domésticos


Infestação de pulgas
      Caso a sua casa tenha sofrido uma infestação de pulgas, polvilhe sal nos carpetes e nos tapetes para matar os ovos de pulgas  que possam existir ali. Deixe-o por algumas horas e depois passe o aspirador. Repita a operação uma vez por semana, durante seis semanas.
Ao colocar sal no saco do aspirador,  os ovos que foram aspirados também morrerão.
Biscoitos para cachorros que acabam com as pulgas
      Esses biscoitos permanecem frescos por algumas semanas e ajudam no controle das pulgas.
      Em uma tijela grande, misture 3 colheres de sopa de óleo vegetal com  1 colher de sopa de alho em pó. Em outra tijela, misture 2 xícaras de farinha de trigo, 1/2 xícara de germe de trigo, 1/2 xícara de levedura, e uma colher de chá de sal. Adicione aos poucos o óleo e o alho aos ingredientes secos e acrescente 1 xícara de caldo de galinha quando a mistura ficar seca demais.
      Misture bem os ingredientes até obter uma consistência pastosa. Enrole a massa sobre uma superfície polvilhadacom farinha até a largura de 2,5 cm. Cortar a massa em quadrados ou utilize um cortador de biscoitas para dar forma aos biscoitos.Colocar a massa dentro de uma assadeira untada, e asse a uma temperatura de 175°C durante  20 a 25 minutos ou até que as bordas dourem. Deixe os biscoitos esfriando durante duas horas e depois coloque-os em saco plástico, em local onde os cachorros não alcancem.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Como prestar primeiros socorros a um cão



      Uma vez fui conter dois cachorros que estavam brigando e quase que fiquei sem o meu dedo indicador direito. Na verdade, agi por impulsividade sem saber direito o que fazer. Acredito que muita gente passa por isso, ver um animal machucado por briga ou por atropelamento e não saber como agir.
      Numa dessas minhas buscas pela internet achei uma série de artigos que ensina como   prestar os primeiros socorros aos cães. De início ele explica como conter o animal num momento em que pode estar com muita dor ou assustado e tudo acompanhado por desenhos de todas as etapas. Ao todo são 27 ítens que vai desde como acalmar o animal, transportar o cão machucado, dar remédio via oral, tratar de um cão que está sangrando, com uma perna quebrada ou engasgado, entre outros assuntos.



domingo, 16 de maio de 2010

Kit primeiros socorros para animais



      Assim como devemos ter uma caixa de primeiros socorros para a nossa família, também devemos ter uma para os primeiros socorros dos nosso amigos animais.
      A lista que apresento foi elaborada pela médica veterinária Patrícia C. de Checchi.

*Tesoura: Para cortar a faixa, gaze e para cortar os pêlos em volta da ferida.

*Loção antisséptica: para tratamento de feridas, abrasões, pequenas queimaduras, e as chamadas feridas em hot spots.

*Gaze: para limpeza, tampar e forrar ferimentos.

*Toalhinhas de álcool: use para limpar a tesoura, pinça e mãos. (Não use nas feridas)

*Vetrap: é uma bandagem flexiva usada para cobrir ou estabilizar ferimentos. Adere em si mesma, não necessitando de pregador ou fita adesiva. (Cuidado: Não cobrir com força para não prender a circulação)

*Povidine: Concede uma ação antisséptica na prevenção de infecção em queimaduras, lacerações e abrasões.

*Lente de aumento: usada para localizar objetos entre os dedos nas patas do seu animalzinho. Isso também pode ser usado para ver pulgas, carrapatos e insetos que picam.

*Luvas: para proteger as mãos e prevenir contaminação.

*Epiotic: leia e siga as instruções individuais contidas no rótulo do produto.

*Fralda de emergência: ela ajuda a proteger o carro quando o animal vomita ou tem sangramento.

*Faixa de gaze: para cobrir e proteger áreas feridas. Pode ser usada também para confecção de focinheira temporariamente. (até o animal mais bonzinho pode morder se estiver doente ou ferido)

*Pinça: para remover gentilmente objetos da pele e patas.

Fonte: Renad
Imagem: Galeria de HarshLight

domingo, 9 de maio de 2010

Resgatei um animal e o que faço agora?

      A vida de um animal deve ser preservada sempre. O animal sente o abandono, os maus-tratos, fome, sede e frio. Coloque-se no lugar dele.
      Se você resgatar nas ruas um animal abandonado, o primeiro passo é ver como está a saúde dele, por isso é fundamental levá-lo a um veterinário.
      Os abrigos e ONGs de proteção aos animais estão lotados, você pode abrigá-lo temporariamente ou ver se existe a possibilidade de algum vizinho hospedá-lo. Se você tiver condições financeiras e morar numa cidade de grande porte, existem hotéis para animais onde eles poderão ficar até a adoção.
      Onde anunciar que tenho um animal para adoção?

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Medicamentos e gatos



      Uma vez fiz uma besteira muito grande com uma gatinha minha, dei um medicamento de humanos e ela quase morreu. Nunca mais mediquei por conta própria, somente após consultar o veterinário. O gato é um animal predisposto a intoxicações por uma série de medicamentos utilizados por humanos, como mentiolate, água boricada, paracetamol, aspirina e muitos outros.
      Ultimamente alguns de meus gatos, principalmente os mais velhos, estão gripados, tossindo muito e com o focinho escorrendo. Nesse caso o veterinário receitou um antibiótico de humanos, a amoxicilina, e tem dado bons resultados. Somente um veterinário pode saber qual o medicamento de humanos que os gatos podem tomar.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...