domingo, 6 de julho de 2008

Temperaturas normais nas espécies domésticas

Um dos dados mais importantes do exame do estado de saúde de um animal é a tomada de temperatura por meio de um termômetro inserido no reto. O aparelho deve ser cuidadosamente introduzido, às vezes com uso de vaselina, de modo que o depósito de mercúrio fique em contato com a mucosa do intestino (o reto). Como muitos animais oferecem resistência à tomada de temperatura é conveniente que a operação dure pouco tempo, com o emprego de termômetros clínicos que em trinta segundos marcam a temperatura corretamente. É preciso que a coluna do mercúrio seja previamente baixada de pelo menos um grau abaixo da temperatura normal do animal em exame. Para facilitar a colocação, o termômetro deve ser lubrificado com vaselina, óleo ou mesmo água. A introdução jamais deve ser forçada a fim de que o animal não se assuste e quebre o aparelho com movimentos violentos.
Em geral, a temperatura é mais elevada nos indivíduos mais novos ou após um exercício violento, nas horas mais quentes do dia e nas vacas de alta produção leiteira. É mais baixa nos animais muito velhos e nos que se apresentam em estado de coma e de caquexia.


Temperaturas normais nas espécies domésticas
Animal : Temperatura em ºC


Cavalo: 37,5 - 38,5
Potro:37,5 - 39,0
Boi: 38,5 - 39,5
Vaca: 37,5 - 39,5
Bezerro de seis meses: 39,0 - 40,0
Ovelha e Cabra: 39,0 - 40,5
Porco: 38,0 - 40,0
Leitão até 3 meses: 39,5 - 40,1
Cão grande: 37,4 - 39,0
Cão pequeno: 38,0 - 39,0
Gato: 38,0 - 39,0
Galo e galinha: 41,5 - 42,5


A elevação de temperatura acima do normal indica febre, geralmente caracterizada por outras perturbações, como aceleração do pulso, dos movimentos repertórios e calafrios.


Fonte de consulta: pea.org.br
Imagem: internet
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...