segunda-feira, 16 de junho de 2008

Pesquisas em animais

"A Vida jamais poderá ser compreendida nos termos que queria Descartes que, nos seres vivos, com exceção dos Humanos, via simples máquinas, relógios ou autômatos; robôs, como diríamos hoje. Mas esta visão ainda está bem viva, muito viva, por exemplo, nos laboratórios de toxicologia da indústria química, que submete milhões de criaturas indefesas - macacos, cachorros, gatos, ratos, porquinhos-da-índia e outros - por ela simplesmente classificados de 'cobaias', a torturas indescritíveis para, que em enfoque ridiculamente bitolado, estabelecer, entre outras abstrações indecentes, a 'dose diária admissível' dos venenos com que fazem seus grandes negócios. Esta visão, é triste dizê-lo, é comum em muito curso e aula de biologia, e nas modernas fábricas de carnes e ovos, eufemisticamente chamadas de 'criação confinada' e 'aviários'." (p.93, texto original de 1986)

(José Lutzemberger)
Texto retirado do site: http://www.ufrgs.br/bioetica/lutz.htm

3 comentários:

João disse...

Regina,

Loucuras de crueldade desnecessária existem espalhadas nestes negócios de milhões.
Em que grandes alterações desta exploração devem ser realizadas,os animais não merecem,tem direito de não serem usados e massacrados calculistamente.

Abraço amiga,
joao

Angélica disse...

Meu gatinho se chama snow bell é igualzinho a esse seu branquinho ai e esta sumido a quase uma semana,me sinto tão mau e muito triste, e vendo o seu agora me deu uma imensa saudade

sindro disse...

Oi adorei o seu blog, visite o meu contra testes em animais, obrigado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...